sábado, 31 de dezembro de 2011

Tempo de mudar

os tempos mudam ... gelados ... em que temos que tomar decisões 
tempos para ficar no nosso cantinho sem que isso afecte as mudanças 
apenas estamos recuperando forças para a resistência e a luta 

o ano novo que está a chegar 
que este ano velho deixe a sua roupa velha 
e que este ano novo vista a sua melhor roupa 
como se domingo fosse ...

um feliz 2012 !!!
muito amor paz felicidade
que a vida se encha de alegria amizade


sábado, 24 de dezembro de 2011

é NATAL

um bom e Feliz Natal
cheio de amor paz e harmonia

muitas prendas !!!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

cheguei a um lugar tranquilo em que as águas estão paradas .
a superficie lisa do lago alberga alguma actividade ?
este lugar calmo e tranquilo desembocará num vale encantado cheio de flores e actividade das borboletas e insectos que besouram o espaço ?!

o que será que esta falta de acção quererá transmitir .
as amizades . o conhecimento tudo se aquietou . como que estagnado o lago ficou

creio que
a vontade é uma coisa terrível ... e, quando não há cria um imenso obstáculo ...

quando dizemos adeus a alguém e, mesmo que queiramos voltar a atrás já não há como!!
é como estivesse implicito ..

creio que

estou encalhada por assim dizer...
os ventos sopram ... a chuva e o frio acompanham

nada ficou ou existiu o agora é assim o futuro será o que fôr
o passado ficou lá atrás diferente mas igual . sempre . pode ser diferente mas a qualidade será a mesma

a vida dá-nos sempre respostas, lições, ensinamentos que não estamos á espera que aconteçam ..
os fios da teia são tecidos com várias nuances e texturas . o tecido pode nalguns sitios ficar mais forte noutros  mais fraco mas fazem sempre parte de nós frágeis criaturas . a leitura nunca é aquilo que se vai escrevendo.

sentindo o volume, o ritmo do batimento . carências , abundâncias . solicitações e respostas , quando estaremos disponiveis apenas para nós mesmas . ou. a sensação volumosa é apenas isso. ?

domingo, 4 de dezembro de 2011

amanhecendo

Hoje amanheceu cinzento escuro. como se fosse anoitecer num instante seguinte .
acordei sem acordar com alguém no espirito, como se as bençãos dadas por devlessa entrassem de novo pela alma e me abençoassem os pensamentos . grata por isso por terem me acordado e me sentisse outra embora os meus pensamentos me levassem mais longe e me sentisse mesmo abençoada . o que é estranho me levaram a uma outra postura e tenho estado todo o dia com isso no espirito .

os ventos que passam dizem para seguir um caminho, teimosa como sou quero apenas ir por onde quero ir . os meus passos querem apenas ir por caminhos conhecidos o medo de seguir um caminho desconhecido talvez preciso de conseguir eliminar essas sensações como a eternidade no momento depois não fosse acontecer. como deixasse de viver o momento porque o medo de errar e não estar mais para além disso .
não gosto da sensação da exposição ao erro ao que me define como humana ser humana me limita
são voos que não voo . são asas retiradas . quebradas . errar me confunde . me atrapalha , faz-me corar e fragiliza . e no entanto ...

ás pessoas queridas essas continuam aqui . me abençoando caminhando comigo estrelas

terça-feira, 22 de novembro de 2011

céus ...

ao entardecer no dia chuvoso . um certo brilho aparece como se o sol saudasse a noite que chega
vem um pouco timido .. chuvisca . ou o vento empurra com violência a chuva
um temporal de nuvens negras se forma . no céu azul tudo se passa tudo se desloca
tudo se escapa ... tudo e um pouquinho de nada também
até o sol se esgueira um momento para nos saudar

e Se

não me lembro , não me lembro ...
a minha memória prega-me partidas e, quando me lembro não me lembro das palavras que deveria mas de outras . a extensão dos lapsos parece-me que estou perdida ,
não me recordo ... da profundidade e das profundezas desse esquecimento o que esqueci
às vezes o tempo traz essas memórias . o que fica para trás aquilo que me transforma aquilo que sou, o que me faz sentir . a forma como me invado e recuo e avanço no meu caminho e a minha viagem que por ser talvez por desfiladeiros e caminhos estreitos fazem-me sentir diferente quando saio para campos abertos e desconfortáveis
ventosos e cheios daquela claridade . campos abertos , livres espaços . para percorrer . abarcar a vida sem véus sem obstáculos percorrer o horizonte e escapar em todas as direcções e numa só ficar como espirais a girar sem parar .
descobrir que estou parada há demasiado tempo que o vento não me deixa prosseguir que o tempo escoa e se esgota e que a vida gira avança e não para ...

nunca me lembro que tenho que me lembrar de mim . olhar para dentro de mim e ter consciência que sou . estou sempre aqui e ...

e. nem sempre me recordo é um facto , e que existem coisas que se esquecem .
e um esquecimento é resultado de ... (não me lembro da frase que queria construir )

não me lembro não me recordo e se fosse tempo de perder algum tempo ou de lembrar ou de esquecer assim que seja . outros dias lembrarei . outros dias esquecerei .
são apenas pormenores ou promaiores

terça-feira, 8 de novembro de 2011

tempos ... 1)

gostaria de me lembrar . de não esquecer
os tempos mudaram e eu mudei com o tempo
o tempo não existe 
eu não existo no tempo
lembrei-me que as palavras que nunca usei
não as procurei nunca as encontrei
deixei-me levar por sentires e ...
quando dei por mim estava onde já não estou
não estive porque o caminho não era o meu
era outro .

as luzes que me acompanharam . melodias de tempos antigos
folha ao vento . frágil 

na brisa suave enovelada
ao ritmo do tempo que não chega que não vem 
que já foi 

antigamente dei por mim vazia de nada . e de mãos fechadas
e abri-as esperançada

constatei uma vez mais a solidão .
e, se pairo . o vento leva-me onde quero ir 
sinais de mudança se avizinham novamente e de novo tudo se transforma
mesmo que seja só dentro de mim . só .

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

ontem ... 2)

ontem achei um livro

chama-se A Alma das Pedras e é de Paloma Sanchez-Garnica .

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

existem palavras ...

um dia .
uma ponte entre o cinzento escuro e a chuva que cai torrencialmente .
uma musica para meditar . o trabalho que se faz .

o tempo . um dia de estar em casa e de não ir a lado nenhum
hoje tinha pensado numa palavra no entanto parece-me que me seria importante escrever ou reescrever
a tal importância pode carecer de uma coisa assim tão simples como a sua memória e ou o seu esquecimento
na realidade a memória é uma coisa estranha funciona para umas coisas e outras não . lapsos são cada vez mais frequentes . a recordação de uma palavra não é assim tão simples . Como será que funciona .. as palavras concretas e frequentes . mas esta palavra falava de quê ? ando com tantas palavras que a mente farta de ouvir e cansada de trabalhar se escusa ... as letras são assim meras espectadoras de um filme a preto e branco .como um sonho uma inquietação que vem sabe-se lá donde e que permanece .

será que o tempo está a ficar cada vez mais apertado ??
o espirito intranquilo . a calma e a tranquilidade da idade parece uma mera meta a ser atingida quando ?
como fazer para ficar quieta e serena .
a serenidade parece tão longe . tão perto deveria estar
os dias de chuva, os dias de céu cinzento escuro cria uma aura tão mágica ...
a memória é algo que nos faz divagar sonhar por campos conhecidos ... terras pisadas . entes queridos .
a sua luz transcende nos outras vezes em vão falha coloca-nos em locais perdidos nos mapas ás voltas e revoltas . são essas as palavras que se fazem rebeldes esquisitas nos rodeiam e flageladoras
as fases da memória ... rondando rodeando atrapalhando o seu fluir

esta questão de memorizar ou de pensar durante as horas calmas do adormecer na nocturna madrugada . as palavras do acordar desaparecem dando às palavras outras aparências singulares ...

o acinzentado do amanhecer do dia chuvoso é diferente .. torna os pensamentos mais singelos mais taciturnos quem sabe esperando que o alvorecer dê um tom diferente à realidade ..
mudar de rumo . de rota . fazer outra viagem . para onde o barco me vai levar . as ondas espumosas dos dias  esbranquiçados . esperançosos .
as palavras tomam outras dimensões . a realidade da claridade afugenta os seres maléficos que ensombram a alma . o silêncio escorregadio o som do eco que vibra na madrugada . o que fazer destas palavras que se esgueiram e se escondem e que atormentam . a luz é precisa . a alma reluz ...

existem palavras que a mente seduz .. existem palavras que deveriam ficar . entre o seu permanecer quase palpável e a agonia que conduz . prementes . agonizantes . aguardam que a memória as liberte .
a liberdade de ser estar . reflectidas simbólicas ... livres
e em conjunto fazem uma escrita que sobre um tema divagam
e fiquemos por aqui ..

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

um poema

sei de um poema
poema sem nome
feito a partir do nada
e, falando do tudo e meio pardacento
ao fim da tarde, anoitecer
um poema, sem amor e sem dor
apenas assim . poema

quisera falar da vida das flores e do meu coração alagado.
de agua , de vida e de esperança

quisera dar-lhe um toque de alegria
vibrante de luz e de estrelas .

poema arrancado como uma flor (malmequer margarida flor do campo silvestres)
 e sem ser feliz abraçado acarinhado

ser poeta e fazer poemas
esperanças brilho de sol no olhar
coração a bater . tambor

ter um poema . ter uma melodia . uma voz afinada
desafinada soltar um tom, um som
e a alma a sentir

sei de um poema
calor do sol explosão de fogo e de calor
onda vaga barco a navegar
sol poente sol nascente
e, assim ir ao sabor do vento .
chuva miudinha . ritmada na pedra da calçada
fazendo poça na estrada salpicos

nostalgia ... como uma mulher olhos postos na madrugada
esperando aguardando a chegada ...
de mais um dia .

um poema fácil . um poema encantado . luzidio emaranhado
um novelo agulhas .

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

pensares 7) ...

tempo de lua

tempo de introspecção . avaliar escolhas . recolher acolher sentires .
viver ausencias . viver solitudes . revisitar memórias . limpar alguns escolhos .
enfim . ..

a leveza do ser e do sentir .
eliminar as coisas superfluas . ideias sentidas mas, repensadas . esquecidas .
tomar retomar outras rotas outras estradas . caminhos a experimentar .

que a alma se sinta em casa é tudo o que é preciso ...
o lar é um bom sitio para ficar desde que tudo esteja em harmonia

se, por acaso a incerteza e a solidão estiver também , porque não se faz parte de nós assim estar ...

tantas ideias.  meditar . pode ser que saia qualquer coisa de útil para fazer ...

:)

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

uma luz ...

a folha de papel continua em branco .
a mente o lápis sentem-se vazios . sem ideias .
criar ou apenas desenhar a letra as letras entra-se em colapso.
o cinza claro escuro predomina o negro aproxima-se o branco não é real .
vagueia-se entre os espaços e entra-se em zonas de desconforto.

a chuva é miudinha ... que nem se nota . e entranha-se na pele e na alma .

o sol que abrasa os dias ... a água que não se bebe . a secura a seca ...
a erva que não cresce e a primavera que não vem, o outono que é verão
as estações mudaram .  a vida que se altera .
a solidão que se impõe . os silêncios que são maiores e hostis .
que silêncios plácidos são cada dia mais preciosos .

meditar . .

talvez o tempo arranje o lápis . talvez o coração acalme as batidas .
talvez as escolhas tenham que ser feitas .
talvez sacudir as falhas e corrigir erros

talvez parar e sentir .
olhar a lua e deixar que a sua luz seja a luz que ilumine a alma

quem sabe ... dar um passo em frente .

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

pensares (6)

a minha vida decorre entre quatro (4) paredes ...
entre a casa e o trabalho - a vida a passar . e olhando o espelho
já nem me reconheço.

as mudanças que os dias que passam nos fazem ...

a sensação que se tem quando aos dias que passam ao tempo que corre aos dias que passam~
onde estava eu ? que ponte não passei ? onde estava que não senti . onde estava para não perceber
o espaço . onde me encaixo expando desdobro vivo ..
gosto de pensar que sou frágil e forte . carinhosa e atenta .
mas, encontro-me seriamente em risco de não ter abraços e ...
nos desencontros não reconheço os braços que me abraçam e sinto falta apenas quando me abraçam ...

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

risos

quando crescemos as coisas tão sérias e as responsabilidades fazem-nos esquecer coisas muito importantes !! quando temos tempo para rir com alegria genuina . sem ser daquelas risadas pré fabricadas na hora e por circunstâncias

ai a alegria deveria crescer sempre mais um pouco quanto a seriedade ...

pensamentos ...

Enrolando desenrolando os fios que nos ligam à vida .
como marionetas do destino . sem alma e sem juizo . sem responsabilidade
viver como passageiros .
quem dera não ter consciência de mim e viver em pleno e descubro-me fragil uns dias
outros forte e ... a consciência de mim torna-me vulneravel ?? desconfortável
as coisas parecem sem sentido e desorganizadas e futeis .
será que a alegria muda o sentido da vida ! ... a tristeza empobrece as cores e o rumo .

pensamentos ... voam . gaivotas .

ecos do passado . memorias do futuro .
hoje quero viver sempre aqui e o mundo é imenso abismo

terça-feira, 27 de setembro de 2011

cada dia

Cada dia é um dia ... mesmo que a rotina o envolva . temos a oportunidade de vivê-lo com toda a intensidade . o sol nasce e põe-se a lua toma o seu lugar e um dia nunca é o mesmo .

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

BOM DIA

os ventos trazem boas novas .
deixando para trás tristeza e ressentimentos
e borboletas
flores e abelhas

o mel da felicidade deve ser tomado aos poucos ..

um dia cheio de SOl
ternura e carinho ...
e boa vontade e que tudo misturado sentimentos de prazer

vales encantados para deleitar-nos uma brisa suave

!!? blogues

De vez em quando, somos chamadas à atenção ...
na minha lista de blogues tenho, alguns que gosto de visitar ..
então. ontem e hoje deu-me uma mensagem que nunca me deu antes de blogues com conteúdo pernicioso
e não me deixa continuar ... e, vai dai tiro-os da lista para poder abrir o blogue !!
e isto não é bom !!!

e porque gosto de visitá-los ...
e não acredito que contenham esse conteúdo e espalhem coisas maliciosas ...
enfim ...

coisas da internet ... é claro que uma dessas pessoas foi embora .
embora eu nada tenha a ver com o assunto ...

porque estas mensagens e chamadas de atenção acontecem ??

terça-feira, 20 de setembro de 2011

coisas simples ...

De vez em quando existem coisas que acontecem ... coisas comuns e certas que por vezes acontecem e quando acontecem dão-nos cabo da paciência e da beleza ... irritam-nos porque de tão absurdas ao inves de rir dá-nos vontade de chorar.
Detesto comédias, porque dão vontade de chorar e essas não as vejo . Recuso-me a ver .

Hoje sou fui estou a ser confrontada com algo ridiculo e que não tenho palavras para descrever o absurdo que é ...

A empresa que fornece a água aqui na cidade ... Lisboa é a Epal e tem sido maravilhosa e essas coisas ... a água não é má e fornecem todos os dias desde que para aqui vim morar .. aqui quer dizer Lisboa e as minhas 5 casas onde morei mais a familia ..
enfim, por causa da leitura do contador fecham-me a água !! nem é por falta de pagamento o que justificava a minha indignação, mas não ... por falta de lerem o contador ... e mais vão cobrar mais 50 euros para voltar a ligar .. devem estar a precisar de mais dinheiro nos seus cofres ou não .
A leitura que ideia esta mais estapafurdia e, que alguém teve a sua triste elaboração.

o que nós gente comum estamos habilitados quando andamos a labutar nas nossas vidinhas e nos nossos trabalhos e não estamos em casa quando os senhores da água da luz e do gás vêm contar os nossos contadorzinhos que por acaso estão dentro dos lares e não por fora como agora é comum !! Ai ai e que temos má memória para estas coisas simples da vida e que nos complicam os dias ...

que fazer ???

caminhos ... (14)

Ter razão . quando a lógica se enrola e enovela os pensamentos . quando pelos caminhos da vida andamos e percorremos sós ou acompanhadas por breves instantes ter razão não ajuda quando aqueles ou aquelas que nos acompanharam ficam para trás . passam e por breves instantes ficam .
mas, são raios de luz ou estrelas brilhantes , rasgos nos panos ou nas teias onde a vida, a nossa vida é tecida.
a tecedeira , por vezes pode parecer-nos sarcástica ou irónica cinica ou fazer-nos jogar .
sei que, quando nos aparece alguém e a nossa vida transforma-se e a seguir sai . claro que aprendemos qualquer coisa como se a missão dessa pessoa em nós está cumprida . mas, o mas não chega . tem que haver mais qualquer coisa, porque há sempre alguém que nos acompanha mais tempo e às vezes toda a nossa vida . então porque há gente que dura um instante ?? porque nos deixa marcas ? porque tem que sair e levar também um pouco de nós ? porque.. porque ... e se a lição ou o que quer que seja não ficou de todo aprendida e se a pessoa nada tinha para nos dar . qual a mensagem que tiramos quais os códigos a utilizar ?

quantas e quantas pessoas passam por nós nesta caminhada até ao por do sol .. e nos deixam marcas e um aperto na alma , sorrisos e alegrias confidências . conversas partilhas depois ausências e o esquecimento ...
Claro que as ausências podem ou não ter explicação mas a cada uma fica um lapso de tempo que embora não importe fica algo como que suspenso em si ...

A amizade é tão transcendente e é uma questão vivida por ambas as partes e embora se diga que conhecemos esta ou aquela pessoa . será que conhecemos mesmo? se nós não nos conhecemos por inteiro existem tantas portas e janelas tantos recantos obscuros e desconhecidos dentro de nós ...

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

pensares (5) ...

os tempos mudaram ..
ou fui eu que mudei ou sou a mesma que sempre fui. quem sabe os designios que o nosso caminho percorrem ...
o tédio e a falta de dizeres explicam a ausência. a minha ausência e as palavras parecem-me sempre uma repetição e aí posso estar a fazer muita confusão. uma questão de cabeça . os lugares comuns podem estar a toldar-me a vista . as paisagens parecem-me mais cinzentas que habitualmente .

hoje a lua acordou-me olhei e vi-a tão brilhante no céu da manhã !!

ontem lembrei-me de procurar um texto do padre antónio vieira, encontrei mas que ainda não li .
mas vou ler !!! "Sermão Nossa Senhora do Rosário com o Santíssimo Sacramento - Pe. Antônio Vieira"
não sei porque me lembrei mas lembrei-me de procurar !

a Arkana ofereceu-me um presente, este:
que se visitarem o meu espaço podem levar se quiserem !! pois é dificil e complicado mencionar um quanto mais seis enfim ...

os sonhos podem frequentemente toldar o espirito embora sejam importantes na nossa vida sem sonhos a vida será vivida em preto e branco ...

o amor . .
estrelas brilhantes .

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

coisas ...

ouso dizer que as coisas deveriam ser simples . se são simples porque então se tornam  complicadas ?!
atrevo-me a escapar das coisas complicadas porque as simples não são minhas a minha mente torna-se indisciplinada e os meus pensamentos tornam as coisas vagamente complicadas e tornam-se problemas dilemas entre outros trilemas que embora fáceis de resolver avolumam-se e simplificar é preciso,
necessário também é navegar . faz-me falta o mar .
barcos a navegar . ondas a bater na areia .
de tudo o que é simples é o mar que me faz falta .
o ar e o aroma das arvores e a espuma dos dias .
chuva . cheiro da terra molhada
o sol , um arco iris

agosto passou estamos em setembro, caminhando lentamente para o outono ...

domingo, 4 de setembro de 2011

pensares ...

Existem dias especiais . dias simples outros dificeis e complicados
outros ainda silenciosos e tranquilos ...
sem historia para contar . passando por nós tranquilamente
estes são os melhores .
não dizem nada não fazem barulho e pode-se ouvir o seu silêncio
pode-se ouvir os seus passos e o seu respirar

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

ousadias

atrevo-me a pensar que o tempo que passa passa cheio de nós . ouso . escapo-me .
e a terrivel agonia já esqueceu o vazio e a intolerancia
eu evado-me ou invado o meu espaço vazio cheio de nada e tudo
quero ser e sou .
quero escrever . e agora ?
onde vou .?
fico-me por aqui que agora estou

.. e pronto

a vida corre esvai-se com a rota indefinida dos dias a percorrer . os caminhos tornam-se locais de passagem
os passos passam por locais conhecidos e desconhecidos

existem areias movediças escondidas por entre as aguas escuras das lagoas e braços de rio ao longo da estrada
navios naufragados barcos entolados para sempre dando a paisagem do anoitecer como fantasmas de outrora
lembranças de dias de ouro e gloria
aves esvoaçam e ...

a luz dourada do sol entra pelas frestas dando ao lugar um ar magico e ...

por vezes, o ar com os gritos que ecoam nos espaços reduz os silencios rasgados e de prantos e medos
a mente rodeia anda em volta como um cao que quer se deitar ou quer agarrar a cauda

o mal esconde-se e goteja nas esquinas . o mal atordoa e cala o coração o amor não tem lugar e ...
a loucura agita-se e berra e espuma ...
os monstros engrandecem e os seus passos agitam a tarde e não se conseguem esquecer ..
o cansaço e a derrota não podem acontecer, por instantes acredita-se que estamos protegidos do mal e dos seus enviados mas, apesar de nem pensar nem agir de forma a que esteja exposta, as coisas, as pessoas tornam-se por vezes perigosas e intimidantes que poem colocam a nossa integridade em causa e o nosso meu bem estar .

e pergunto . coloco em jeito de questão - estou nervosa e então ? qual é o mal posso estar nervosa à vontade , sou eu que o estou e cada vez que o mencionam destabilizam-me e provocam-me assim !!
raios . porque estar nervosa provoca no outro mal estar ?! tudo se torna complicado e penso que a vida coloca algumas farpas para que possamos nos ferir e curar . Embora doa durante algum tempo . a cura e a paz e a doçura dessa dor se acalme e fique no passado esquecida . agora a dor que o futuro traz como será ?!
como nos proteger do que irá acontecer algures no futuro ?
como nos podemos proteger do mal ? dos outros que têm a alma negra  e o coração cheio de odio e onde a chama da ignorância arde ..

como nos proteger daqui por diante ???
e não está fácil esquecer o assunto ...

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

estes dias

estes dias são de férias
Estou de férias ... estou com as férias quase a acabar ...
e tenho estado com as letras em greve . as palavras misturam-se e não fazem sentido . as ideias que tenho de madrugada não chegam à luz do dia e parecem ser tão boas quando surgem ...

estou em casa . tenho estado virada (parece) para coisas práticas . depois de algum tempo em que estive a acumular revistas papeis e outros outras coisas as arrumações e sacos de lixo .

tenho pensado que se as não usei nem fiz uso li manuseei durante meses podem ir para o saco do lixo ou ser arrumadas em prateleiras .. mas vai devagarinho que o tempo tem que ser dividido noutras tarefas .

e a escrita, ai a escrita tem manifestamente se recusado a entrar e a fazer parte dos dias ...

Grata por estes tempos de verão . de dias calmos e tranquilos . das saudades e de outras ideias . das pessoas amigas que se vão tornando especiais . grata , muito grata .

terça-feira, 16 de agosto de 2011

alma ...

a alma ... para onde vai quando dormimos ??
para onde vai o espirito que nos anima quando estamos a dormir ?!
porque dormimos ? porque a alma se cansa ?
de vez em quando surge uma necessidade tão premente de dormir que até doi ! Porquê ...

para onde vai a vida que nos anima ?! para onde vai a alma que dizem que temos ?! alma espirito será a mesma coisa ? e porque me preocuparei eu com  isso . se for uma preocupação ou uma questão ou sugestão da mente.

porque os olhos se abrem e a consciência acorda ?!
porque temos que despertar e porque a consciência ou a inconsciência faz dentro de nós ?!
porque o inconsciente prevalece ou está dentro de nós e não nos damos conta ?!
será que é assim ?! será que prevalece mas o quê?

o porque destes porquês . fazendo as perguntas . e as respostas ? sairá luz . escuridão !?
apetece-me fazer perguntas e os porquês para quês quando como ...
os sonhos de que sao feitos? sao logicos ilogicos congruentes inconsequentes ..

tinha pensado neste assunto e a frase que tinha saido parecia tao bem . e quando me apeteceu vir aqui escreve-la nao me lembro mais e os cadernos espalhados pela casa nao resultam .
escrever tem algo de magico e sensorial que quando se aborda da maneira certa resulta . embora tenha a sensaçao que deveria como se aborda um livro ou um texto ? caneta na mao lapis ideias e folhas ... escrever . talvez as abordagens mais informais resultem melhor . ou nao . tecer ideias como quem tece uma teia . uma aranha a trabalhar afanosamente na sua teia e que lindas que sao .

de que sao feitos os sonhos de que materia sao feitos ?! podem ser imateriais mas a sensaçao que dao alguns e que sao tao reais e materiais que se pudessem sairiam da nevoa do sono e viriam ca para fora e se nao fazem dao aquele toque esquisito que faz com que se misturem com a realidade e fica a pergunta :

mas, onde ja vi isto ?? ...
 a sensaçao indefinida desta materia que faz com que as vivencias se misturem ...
por vezes . por vezes . algumas vezes outras vezes e sao tantas as vezes que as vezes sao ...

para onde se escapa o espirito que nos anima quando dormimos ?! e se, por vezes acordamos e se nao acordamos para onde vai essa vida que mora em nos e a morte parecer-se-a com o dormir mas sem sonhos ?

sera que a morte quando chegar a nossa hora aparecera vestida com aquele manto negro ?
a minha avo rezava uma oraçao sobre este assunto (algo sobre a nossa senhora lhe aparecer 3 dias antes da morte para se preparar) sera a morte uma viagem sem volta e como podemos estar preparados para ela ?
se, a cada sobressalto, ou indicios . fugimos a sete pes . eu nao sei nada da morte . sera que a morte quer saber de mim pode ser quando chegar o tempo esteja preparada . mas ainda ha tanto a fazer ... sera que a alma se prepara para esta viagem ! onde sera que embarcamos . havera um cais uma barca um barqueiro e depois ? sera o nada !? havera alguma coisa que nos indique a direcçao a seguir ...

e porque surgiu isto assim ? preocupa-me ? devo me preocupar agora que a questao surgiu . ?

voltando ao inicio . para onde vai a alma que nos anima quando dormimos ...

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

tear

tecer ...
linhas lãs tecidos ...
experienciar
falei ao meu pai e, umas tábuas uns pregos e ele faz o tear ...



quarta-feira, 10 de agosto de 2011

descobertas

o engano e a omissão é sempre uma forma de escape ..
gosto da verdade . pode doer mas depois do primeiro embate é preferivel a não saber ...
estar enganado é estúpido !!

e sentir-se estúpido não tem cabimento .

e, pode demorar algum tempo e um dia sem procurar sem coisa alguma defrontamo-nos com a verdade, na verdade tropeçamos e surpreendemo-nos com o que vimos . ás vezes temos a certeza que já vimos tudo e que não nos podemos surpreender mais com aquilo que olhamos e vemos, mas ...

a mudança de estado de espirito pode-se até ter vontade de gritar e explodir
e fica um amargo sem amargura mas, as coisas as atitudes vão sendo diferentes
e vão sendo esquecidas no correr dos dias ...

as descobertas assim feitas, vão nos dando um conhecimento dos outros de tal forma que se podem esquecer ou mesmo aceitar que é assim que os outros são feitos ...

ai ai (suspiro)

(creio que tenho que começar a escrever na primeira pessoa e começo sempre a fazê-lo mas de repente quando olho vejo que já estou a escrever no plural) mesmo aqui em casa tenho que me repreender . o nós que é ? eu sou apenas uma ! apesar das várias funções ...

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

a verdade ...

a verdade é uma chave para abrir certas portas .
pode-se dar qualquer cor .
a porta é a chave e a chave é a porta !! e consoante quem vê vê a sua verdade . mesmo que a verdade seja só uma ! inabalável ?! por assim dizer . eu vejo de uma forma e outra pessoa vê de outra forma mas a verdade é aquela !!

e, olhando sem ver vamos acreditando que aquilo é assim !! verdadeiro e bom !
mas olhando de todos os lados a cor e a porta vão sendo mais claras e mais escuras com nuances e firmeza
a porta autêntica é sólida e de uma só cor .. e os nossos olhos vêm claramente .
a porta falsa pode parecer autêntica mas, tem pontos em que é fraca e ... (qual a palavra a usar ? - não me lembro! hei-de lembrar...)

quando pensamos que já vimos tudo ... a realidade e a verdade vêm mostrar que a realidade é diferente da forma como vemos e pensamos . parece tortuoso, mas a vida tem crueldades que nem imaginamos ...
o nosso olhar é que estava cheio de névoa ...

a luz ... é um passo em frente !!
descobrimos sempre por outras portas e outros olhares a simplicidade das nuances que é feita as nossas verdades ...

dificil de acreditar, mas parece que assim é ...

sábado, 6 de agosto de 2011

6 Agosto

hoje a minha linda filha mais velha (a primeira) faz 13 anos !! 
como os miudos miúdas crescem e esta cresceu que só visto !! 
e era pequenina pequenina quando nasceu braços e pernas parecia um aranhiço ... agora 13 anos !! 
já, é apenas um instante mal começaram a gatinhar e já está uma mulherzinha e eu, estou aqui sempre mas nalgum momento estava distraida e pronto, ainda falta algum tempo para voar , mas ... 

um dia de aniversario!! um dia muito especial !! que seja muito feliz ...

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

esta sexta feira

hoje é sexta feira - 05-08-2011
levanto-me atrapalhada e cansada (parece que venho de muito longe) e com vontade de voltar para o vale dos lençóis e, em vez disso estou práqui a trabalhar afanosamente (seja o que isso fôr)

tempo de lua ... lua crescente !!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

estilos e formas ...

Por vezes sou chata e por ser chata e repetitiva vou repetir outra vez ou talvez não ...
por vezes sinto-me ridiculamente parva ...
apanha-se coisas no ar frases e responde-se intuitivamente sem pensar e bate-se esparramamo-nos ao comprido, fica a sensação de ridiculo ... 

por vezes sente-se que já falámos tudo e que o que escrevemos é tudo igual . estilos, palavras .. 
tendo um estilo, será que se pode alterar o estilo porque enfim tenho este e já faz parte de mim agarrou-se como uma lapa e mesmo procurando inserir novos termos e construção . mas parece-me que se torna chato e aborrecido passar pelos mesmos caminhos todos os dias . devemos por causa da rotina pensar e procurar novos caminhos, mas o local é o mesmo . certo??

vamos ver se o que encontramos indo por outras ruas não iremos dar a becos sem saida . mesmo que o beco tenha a saida por onde se entrou .. 

alamedas e avenidas . pretende-se de alguma forma inovar . 

vamos ficar atordoadas . ou antes vou quero eu dizer ...

terça-feira, 2 de agosto de 2011

instantes 2)

a questão é que o inevitável é evitável ?? ...
ou é o contrário ?

ou o que é inevitável é inevitável
e o evitável é evitável ... ou não existe esta palavra !?

e a sensação que tenho ...
e uma ilha é um bocado de areia rodeada de agua por todos os lados ...
uma palmeira na torrida hora do sol procurando o sereno e placido mar ...

o inevitavel pode ser evitavel mas não sei bem como ...
a duvida e a monotonia da vida o sol inclemente sopra fogo e varre tudo com as suas chamas ...

a solidão ...
a vida que é tal e qual . como sempre e como sempre é assim
inevitável, inevitavel o escorrer das horas  .
e mesmo que faça o que fizer , o discurso do tempo é assim ..

e a sensação que fica é que falta algo .. que o tempo podia estar connosco e nada ser e tudo ser diferente
mesma a melancolica vibração da alma
e mesma que a alegria faça vibrar uma nota será sempre uma nota discordante .

como posso ser diferente . dar uma imagem diferente e mesmo a mudança que faço em mim ?
onde corre o rio paralelo ?

estava a precisar de levar o meu espirito noutra viagem . talvez o mar , talvez a montanha um rio um vale . talvez outros lugares onde meu coração sentisse em casa . conversas de amigas . onde a presença não estivesse a mais . onde estivesse e estando não houvesse a sensação de ...

a suave melodia dos dias ...
tempos virão atrás de outros tempos .
melhores desejam-se . iguais a todos os outros . bons e assim assim . menos bons .
cativantes . solarengos , tempestuosos e cheios de paixão ..
onde buscá-los ??

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

1 Agosto (dia)

de manhã
saudando o novo dia ...
Primeiro dia de Agosto . Tempo de Verão !!
dia de Inverno . de chuva e corre um friozinho .

o que se espera de um dia de Verão e de Agosto ? SOl e céu azul ...
bem o SOl mesmo encoberto está cá e nós saudamos lo !

dizem os entendidos que o tempo durante os meses do ano é consoante os dias (primeiros 12) que fazem em Agosto. Sendo assim o Janeiro tem chuva e frio ...

sábado, 30 de julho de 2011

fraseando . me

da natureza do pensar e do saber
sabemos sempre quando estamos a mais !!
fica aquela atmosfera meio pesada e , se tu falas nem ligam ao que dizes ...
mesmo que digas disparates ..


e sais de mansinho ... para nunca mais voltar !!

perguntando ...

uma pergunta existencial e que pode ter varias respostas consoante quem observa e esta pergunta ja e antiquiquissima ... mas coloco na mesma .

porque e que a galinha atravessou a estrada ??

(e aqui pode ser qualquer bicho ou transpor para uma pessoa tanto faz ) .. e existencial ??

quando nos iamos para o trabalho e a filha para a escola surgindo a pergunta
ela ri ... porque tem que ir para o outro lado !!

pensares ... 5)

filosofia .
bem tento ler compendios e manuais mas, o olhar e a atençao torna-se desatenta e realmente ..
estar a ler o que velhotes se calhar nem escreveram . eu sinto especial admiraçao por Socrates mas, como ele nao deixou nada escrito pode-se tirar algumas ilaçoes ? sera a palavra certa? do que escreveu o platao mas ai foi a visao e o entender dele . se calhar o mestre ao dizer o que disse sentia outra coisa
e isto de mestres tem os seus ques, andaram a difundir as suas palavras os seus sentires e pensares quem os ouviu teve momentos de rara beleza mas, depois o assunto fica por ai penso eu, pode ficar gravada cada uma das suas palavras, mas ja sera outros a dize-la centenas de anos milhares de anos depois , nao e a mesma coisa . podemos ler livros e livros de dizeres que disseram mas o sentido sera aquele que eu sentirei ....

vamos ficar por aqui nesta parte senao repetirei a repetiçao daquilo que ja disse e redisse .
sera possivel redizer o que se disse ... barafunda nas ideias hoje .

eu gosto de magia ... nao e ilusionismo pois desse tambem gosto mas nao e a mesma coisa

gosto de Merlin, Morgana e feiticeiros que lançam feitiços com os dedos e que ... de bruxas magas e ...
gosto de xamas e gente chegada ao espirito .

sinto-me mal quando se fala de espiritos . almas e ... nao vou por ai nunca ... e algo que desde criança me causa estranheza e calafrios ...

o que eu queria mesmo era ser alguem que soubesse ler no espelho, nas aguas nos ventos pressagios sinais e outras coisas magicas que pudessem mudar a vida de todos . ai o que se espera fazer . colocar as maos e curar mal maleitas e, ler a vida numa bola de cristal . mas, nao nascendo com esse dom . e ler o pensamento a magia magica de viver de outra forma nasce connosco e a vocaçao e outra afinal .
a nossa missao e apenas estar aqui viver e morrer
podemos ser extraordinarias na mais vulgar forma de ser .
ser o que somos ja e algo tao raro . o olhar no espelho e conseguir ver e amar o que somos ! (para que passar a vida a olhar no espelho e odiar o que vemos, querer ser como um outro qualquer e quase uma afronta, viver em torno de um outro qualquer e recusar a aceitar a natureza) somos imensamente cheios de uma riqueza um universo de opçoes)

ser comum e a nossa maneira de ser e estar aqui neste mundo .
e o que ha de mais extraordinario e que somos mesmo extraordinarios !!
somos uma criaçao unica no universo nao ha nem havera ninguem como nos !!

a imagem que transmitimos .pode ser captada de uma outra forma . e que pode fazer todo o sentido.
e o que o cosmo precisa que sejamos e que façamos parte dele ...

filosofando ...

bom , estava aqui lendo lendo e surgiu  a armadilha das nossas emoções .. ou algo parecido .
ser vitima das suas emoções e, saltando-me a resposta na mente claro, pois colocar em palavras escritas é mais dificil pois o que está na mente pode fazer todo o sentido mas depois escrito não fará mas de qualquer jeito vamos tentar ..

mas porque não posso sentir as minhas emoções ? são minhas e de mais ninguém . porque vou controlar reprimir essa parte de mim . eu gosto de sentir . e as emoções são para sentir - as boas , as más , as assim assim . ou as menos boas . qualquer uma . pois faz de mim aquilo que sou . e as armadilhas podem-se evitar , cair nem sempre é má ideia . é que para nos levantar temos que cair . para acertar temos que errar .

filosofando ... é bonito !! pois, diz que sim

1 ) Pergunta

pergunto: jogaste no toto milhões ??
resposta: não! porquê ?
respondo: apetecia-me receber uns bons dinheiritos !!

enfim, se fosse de ser milionária já seria não é verdade ?
pode ser uma questão de desencontros .

coisas materiais não me seduzem, nem o luxo .
mas depender de um salário meio xururuca também é ruim .
filhas com outros interesses , o custo de vida que aumenta segundo a segundo
o supermercado, a renda da casa, as contas agua telefone luz
as filhas que crescem e precisam de vestidos sapatos, os livros para a escola ...

mesmo apertando um pouco os gastos, o que sobra no final do mês ?
e eu, não me queixo por não comprar isto ou aquilo, moda unhas cabelereiro não fazem parte dos meus interesses ...

o cabelereiro, passa um ano e eu vou lá tipo hoje olho para o espelho e decido . vou cortar o cabelo .
unhas corto em casa e como não me sinto bem com verniz em cima das unhas nem pensar ...
e chega ...

li um livro que diz que basta querer que o universo dá ! mas, os bilionários estão primeiro na lista claro pois que o universo tem pena dessas pobres criaturas que só pensam em tramar o outro e que precisam dos cofres cheios para se sentirem vivos .. ai ai

gostaria de ter dinheiro claro, para ir a uma livraria escolher um livro interessante e não estar a olhar para o preço para o levar .. para ir com as filhas o marido comprar uma roupa que precisam e, não estar a pensar o que fazer o resto do mês ..

aqui a comida é importante, o que comer o mês inteiro, e enfim ...

viagens, não há sitio melhor que a nossa casa ...
sair sim, mas regressar a casa, sabe tão bem . chegar e ela lá estar vazia à nossa espera .
embora sem animais, porque aí sou radical . nada de gatos, cães ou outros bichos pois, que estamos a maior parte do tempo fora de casa e os animais precisam de atenção e companhia, ter um gato para ele estar só todo o santo dia . pobrezinho ná nem pensar apesar de os adorar .. são macios e carinhosos ...

olha escrevi aqui uma catrefada de coisas e foi só uma pergunta ... perguntei . está perguntado .
intés ...

sexta-feira, 29 de julho de 2011

decidir ...

Há decisões dificeis a tomar !!? ponderação e tal e tal
enfim .. tipo:
não sei se vá se fique se fique se vá , se vou lá não fico aqui , se fico aqui não vou lá !!
enfim . e mudanças nos pensares e nos estares .
e, se apesar das mudanças feitas o padrão permanecer inalterável.?!
mas, só depende de mim ...

das mudanças . o que custa é começar .!! 
e podemos partir mais leves !!
não sentimos falta daquilo que passou .. 
e do que se passará onde passamos onde não estamos 
e se ... aí 

a invisibilidade essa mantem-se pois é um manto poderosissimo !!!
e apesar de que falo nele é como se fosse já parte de mim ...
e pode ser que nem seja bem assim como penso pode ser de outra maneira .
pode ser uma aura criada . uma protecção .

e não ser bem assim ...

as mudanças na forma de estar pode ou não ser tranquila mas está a ser feita !!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Mudanças

Realmente olhando com olhos de ver de vez em quando perde-se o Norte e as brumas invadem-nos por todos os lados . uma ilha sem horizontes . perde-se o Sul . vamos com o vento . ficamos com os nervos em franja. pensamentos turtuosos torturados cansados afadigados . a neblina que por instantes passa . e o SOl deixa de aparecer . somos uma ilha perdida nos mares gelados sem outros contactos a não ser a perdição e o vento gelado que sopra

portais ... escadas ... subterraneos tudo é bom para dispersar . para não enfrentar o caminho aberto e sem qualquer distracção . vales . cantigas e rimas . canções . a luta constante o dia a dia vamos recebendo vibrações . e os olhos habituados à sombra negam-se a ver a luz .

como mudar ? ?? ??? sem muita prática da alegria , o coração não sabe em que direcção ir .
pretende-se alguma mudança na linguagem usada ! !!
a solidão pode ser uma boa companheira até que o isolamento não seja uma negação á realidade .

a alegria . os risos e as conversas de amigas / amigos pode resultar ...
mas o coração deve afastar um pouco a sombra . porque nem de luz nem de sombra devemos viver entre os dois . ou não ... porque se não conhecemos um não podemos saber a diferença . e a diferença existe ...
a conversa pode dispersar a bruma .
o vento deve varrer a poeira .

espirais ..
uma ponte .
novos caminhos novos rebentos o mar .

creio que por falta de conversas no feminino . e não estar habituada a conversar com mulheres .
as vezes o tema não interessa nada ... mas afinal o que me interessa ??? ou não interessa ???
as mulheres são levadas a ter muitos interesses e misturarem-se com os meus ...
gosto de ouvir ...

as mulheres são um mundo á parte neste vasto universo .!
gostaria de entrar neste mundo e não apenas ficar á porta ... mas o acesso pode estar interdito . pode até nem estar mas frequentemente posso (aqui tinha escrito uma frase que pelos vistos não está e não consigo recuperar mas eu escrevo outra mas que já não me lembro o que era pois isto de estar a escrever e fazer outras coisas as coisas as frases e o sentido já não tem a ver com o estava a pensar no momento em que se escreve claro que podemos guardar mas ... pensando que isto guarda automaticamente descuramos o salvamento e depois vamos ver não guardou e pronto ... )

Bom, por hoje basta de lamurias e pretextos . angustias melancolias e quem me dera que fosse .
mas, não é ! e aceitar o que é parece mais benéfico do que estar para aqui a magoar a alma o espirito e a mente deve olhar para o que é !! Pronto ... coração aberto a coisas boas ...

o SOl é de Verão sobre um céu de Verão !! Céu Azul . Sol . um ventinho feito brisa entra pelas janelas ...

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A magia da invisibilidade

a invisibilidade funciona ...
é uma magia que bem tecida nos protege dos outros .

os outros passam por nós e nem um vislumbre de reconhecimento . de espanto ou admiração .
nada ..

estamos protegidos .. demasiado por vezes e quem sabe quando retiramos o manto já nos tornámos invisiveis e .. a maior parte do tempo queremos estar visiveis, gritamos acenamos como doidas, e até dizemos alguns disparates .

mas, pode ter a ver com a empatia simpatia . ou o contrario que transmitimos aos outros .
ou os outros nos ignoram porque não somos empaticos simpaticos atraentes antipaticos talvez .

não me importo de ser invisivel antipatica para alguns  . para aqueles que gosto , gosto de ser visivel simpatica empatica , e todas as outras palavras amorosas carinhosas amigaveis ...

por todas essas pessoas maravilhosas que encantam os meus dias estou e sou grata.
o sOl da sua presença irradia e tem calor dentro do meu coração

terça-feira, 26 de julho de 2011

pensares (4) ...

Hoje assaltou-me um pensamento filosófico ...
e ... conjuga tão bem com aquilo que estou sentindo e que não muda absolutamente em nada a minha vida . apenas o que sou ?

o pensamento atravessa-se e põe em causa algo que não sei bem o que é mas, fica !

sei que nada sei !!! e é tão verdade que até dói . sei tão pouco ...
penso que a sabedoria devia chegar com a idade mas, não a idade não tem nada a ver com aquilo que se sabe, pode ter a ver com o que se aprende, aprendeu .. o conhecimento é uma faca de três gumes uma espada atravessada no peito . a ignorância é apenas trevas .??!!
talvez seja apenas em parte . o que se ignora não se sabe ! ou que não se quer saber . ou não se aprendeu .
é a falta de conhecimento .?!

aquilo que não se sabe pode-nos afectar em alguma coisa ?
aquilo que pensamos saber ou o que sabemos pode ser motivo de orgulho ?
e eu sei tão pouco do que queria saber . queria ter aprendido muito mais .
há tanto ainda para aprender . aquilo que sei é tão infimo em comparação com aquilo que não sei .

(suspiro) ...

Tem ainda tanto para percorrer e essa estrada por vezes é tão larga que não se consegue abarcar tudo . e aquilo que se capta por vezes enche os olhos e poderíamos ter olhado para outro lado .

o caminho estreita-se que quase não se consegue passar .
e entre veredas e vales o nosso pensamento encolhe-se ou abrange tudo ? quisera eu que meu coração por vezes conseguisse sossegar nesta procura e na sabedoria ...

Conseguirei chegar a qualquer lado se começar a caminhar ...



Todavia a esperança ... existe esperança !! 

o mundo a debater-se com tanta ignorância e medo, revoltas, guerras, fome, secas, inundações, sismos e .. crueldade e outras pragas e que todos nós poderíamos colmatar dispendendo alguns esforços mas, os governos esses sim deveriam dar ao seus povos à sua população todos os meios para que pudessem ser satisfeitos todas as suas faltas . poderemos ser todos humanitários, mas a mudança devia partir de que manda e pode mudar as coisas !!

Podemos partir com o nosso coração e as mãos cheio de coisas para dar ...

e eu. debato-me aqui com o meu espirito e a minha ignorância . há tanto por fazer . aprender . ultrapassar .
e a injustiça é algo que nos apanha e grita seu desespero ...!!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

um convite à utopia

foto tirada do blogue cozinha dos vurdons

As lindas cozinheiras do blogue Cozinha dos Vurdons fizeram um convite - BLOGAGEM COLECTIVA 

a morte é uma coisa que acontece a todos ... mais cedo ou mais tarde . e é sempre algo que se torna real quando acontece a alguém que ainda tem uma vida pela frente .

mas quando se trata de morrer de fome e quando somos confrontados com essa triste e cruel realidade neste planeta onde vivemos e .. podemos sonhar que esta triste realidade poderia estar a desaparecer mas não ... cresce e cresce com proporções inaceitáveis !!
---
sobre a fome que mata milhões de pessoas em todo o mundo . em paises não distantes de nós.
a fome que mata crianças, mulheres e homens quando poderiam ser alimentados pois milhões de alimentos são deitados fora (nos ditos paises desenvolvidos) ...
embora deixem que este estado de coisas continue.

poderá ser utopia mas ...

uma chamada de atenção a este período negro que singra por todo este mundo ...
e que poderíamos alterar , os governos poderiam alterar este estado de coisas . mas não ...

é uma realidade bastante triste e que o nosso coração fica apertado ..

a utopia ...
deveria ser uma realidade a mudança ..

quinta-feira, 21 de julho de 2011

poema !!

quero um poema . 
flor . a flor um poema 
cristais . prismas . raio de sol . arte de luzes 
gota de orvalho em arco iris transformadas

flores . jardins verdejantes . coloridos . cores vibrantes
melodias . aves . colibris . ritmo cadente 

procuro uma fonte . de água e de luz .
peixes ondulantes . repuxos em aberto . 
fechado cisnes a preto e branco
borboletas ... coisas belas . amor no ar
a luz do sol calor . 

quero um poema . natureza em flor


quarta-feira, 20 de julho de 2011

Amizade ...

Hoje festeja-se o dia da Amizade !! amigas // amigos
felicidades a todos os amigos amigas que por esse mundo vivem !!

que a amizade que nos une esteja sempre presente em nossos corações ....

um lugar especial

imagem da net

se pudesse dizer um lugar para estar comigo mesma seria este !!
apesar das vertigens e de ser noutro continente ...

onde as arvores crescem em pedras . 

terça-feira, 19 de julho de 2011

amor

meu amor . minha vida . minha flor 
cantiga de verão . sol de inverno
minha estrela no céu ...

meu amor és tu . monumento . teus braços 
redoma . teus beijos estrelas teu olhar faiscas 

dor lancinante no peito . bruma no tempo
nevoeiro em nossos lençois

cançao breve . luar de inverno
rasto de estrelas . cometas . 
galáxias por inventar .. luz . relampagos

teu amor em meu peito ... bate reluz e explode ..

teu amor meu amor 
és eu e eu sou tu
amor meu 
..

segunda-feira, 18 de julho de 2011

um olhar

o agora é tempo entre o passado e o futuro.
é o agora e o futuro é um pouco depois do agora ... e por breves instantes apanhamos o intervalo . porque logo a seguir o passado e o futuro achegam-se ...

o passado passou já foi .
podem ficar sinais .. lembranças boas . más ou menos boas .
ficando gravadas nas tábuas da memória . a sua luz a sua escuridão podem ficar distorcidas por aquilo que queremos traduzir . queremos recordar . queremos ver .

o que aprendemos com a dor e com a tristeza
a felicidade pode ser um dom e a sua alegria pode vibrar
é apenas uma opção ser triste ser alegre ser feliz mas não conhecendo a dor como saber que é felicidade.
nem sempre triste nem sempre alegre o meio o que é?

a memória onde ficam gravadas as coisas más pode-nos dar um tempo ...
uma imagem imaginária do que se passou do que se viveu ..

se depois de tempos passados o olhar que deitamos pode nos pregar partidas e a mente que as vê pensa que são boas . e, queremos voltar lá ???
o passado passou e mesmo olhando para trás por breves instantes à parte as pessoas queridas que partiram não há absolutamente nada que queira revisitar ...
a solidão a procura ...

estar perdida num vasto universo . poeira das estrelas ...

o passado passou . ficou lá atrás onde já não podemos ir . lições aprendidas . reaprendidas . choques traumatismos . e abismos por saltar . pontes estreitas . lamaçais . sol poente . luas .

breves instantes . 1)

O cansaço e o tédio podem apanhar-nos de surpresa e achar que tudo isto é uma perda de tempo vai um passo !!! o ridiculo das coisas pode causar-nos algumas divergências ...
o lugar . o meu lugar é onde ?? porque estou aqui . o que faço aqui .
porque não aqui ???

uma fogueira . um papel ... labaredas ...
um suspiro . um ai ...

...

instantes

um bater de asas e ...

domingo, 17 de julho de 2011

mais ...

assim as escadas fazem parte de uma busca de si mesma mesmo enquanto vamos subindo vamos atingindo niveis mais elevados , e os sonhos vão ficando reais . vejo mais longe e mais alto olho e quase toco o céu e posso imaginar e ver novos horizontes a escalada dá-me mais alento o coração bate mais forte e as pernas ficam cansadas ...

descer . é sempre a cair . novos e mais profundos até atingirmos o chão e continuando a descer um nivel mais profundo onde podemos encontrar a caverna dos nossos antepassados e o nosso interior .
quem sabe ...

nos sonhos . procurando o significado ... dizem que:
... "Sua vontade de alcançar um objetivo ou insegurança com relação ao seu desempenho.
Se estiver subindo os degraus, é sinal de que tudo sairá como deseja.
Mas se estiver descendo, espere por alguns aborrecimentos. " ...


nos nossos caminhos por vezes aparecem certas dificuldades será que olhando de frente para elas olhando de todos os lados enfrentando o problema apenas quando aparece . estarmos a preocupar-nos antecipadamente apenas nos preocupa mais e enreda-nos em teias novelos e podemos ser o problema . ???

a alegria de novos horizontes . barcos a navegar . janelas abertas para o sol entrar .
as cortinas afastadas para a aragem entrar ... sair ...

luz e estrelas a brilhar no céu ...

o sol da primavera num céu de verão ...
ventos . do sul , do norte . nuvens negras voando no céu da tarde . vagueando até à noite .. 
o silêncio na tarde crescendo . entrando pelas janelas preenchendo os cantos . escorrendo pela noite ...

a primeira parte das minhas férias são apenas um fiapo de tempo . 
amanhã já é dia de trabalho . 
aproveitar o agora até de manhã ...

quarta-feira, 13 de julho de 2011

as escadas ...

as escadas ...
as escadas parece que me aparecem existem lugares estranhos ou que nao e suposto estarem e porque aparecem as escadas assim ? .. porque me aparecem escadas onde não é suposto estarem escadas .
será que tenho algo para descobrir numa delas ou que me vão levar a algum lugar onde devo preciso ir ?
será que me vão levar a um sitio onde devo ver ? supostamente tenho que arrumar este assunto ... ou não

escadas que sobem e escadas que descem patamares para alcançar .
em que patamar me encontro ? sera isso importante ?  embora esteja um bocado ceptica quanto a quantidade a qualidade do que encontrei e vou encontrar no futuro as escadas tem a sua funçao e se nao tiverem corrimao ainda pior
existem ... escadas ingremes inclinadas planas e altas e os degraus podem ser dificeis de ultrapassar no entanto sera preciso algum esforço na sua transposiçao transposiçao ? pode haver aqui outra palavra que agora nao me lembro e nao estou a ve-la ..

escadas de marmore de pedra e escadas de madeira e escadas de terra . umas levam-nos a lugares escondidos e outras por cima das nuvens a altitudes impensaveis .
escadas em espiral e escadas direitas e dependendo dos seus degraus altos baixos definidos e  indefinidos somos a sua ambiçao . foram feitas pelos humanos para alcançar lugares inalcançaveis ir a lugares escondidos e aparentemente apenas sentidos os olhos . nos subterraneos ou a vista desarmada ...

umas levam muitos tempo para transpor ora aqui esta a palavra que e para usar la onde esta transposiçao . fica muitos melhor . enquanto vamos transpondo cada degrau e quanto mais fundo ou mais elevadas

escadas largas um patamar mais elevado um patamar mais profundo .. raizes .. lugares . montanhas . cavernas escuras onde me levam as tais escadas ???

degraus degraus e mais degraus para me levarem a um nível onde vou descobrir mais sobre mim ou quem sou  provavelmente algo que me transcenda ...

enfim escadas ... que sobem e descem em direcção ao infinito ..
horizontes da memoria e ceus azuis vermelhos e incandescentes . sombras bruxuleantes ou luzes é que as são ? escadas ... rumo a tomar ou os caminhos estradas veredas verdejantes e vales encantados torres de cristal
magos ou feiticeiras . magia e encantamentos potes de ouro e labaredas pedras cristais diamantes por lapidar

o espirito a alma o pensamento o que vive dentro de mim que acorda e me puxa para baixo . para cima e para a frente . seguir em frente voltar para trás quando o caminho estiver obstruido ou plantar uma arvore ou construir um palácio um templo ou uma cabana . quem se ergue dentro de mim e vive ? quem sou eu ?
quem é a semente ? porque fui semente . quem é a planta que vive em mim a arvore . porque a escada ? porque penso em escadas quando o caminho é a direito . porque tenho a capacidade de construir escadas
até onde essa escadas me levam ...
e mais não digo ... que minhas raizes podem quebrar os degraus e ... pode não haver saida . ou entrada ...
para onde os meus passos me levam ?
neste momento estou diante dessas impraticaveis escadas em ruinas, antigas demais para subir ou descer ...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

pensamentos .

apetece-me ...
bem gostaria de saber o que me apetece . apetecia-me saber o que me apetece ou que gostaria que me apetecesse . chocolate amargo sem vestigios de frutos de casca seca .(amendoins avelãse outros embora que o chocolate é derivados de um fruto seco) de uma fonte inesgotavel dessa maravilhosa sensação amarga e doce ao mesmo tempo apetecia-me tomar um chá biscoitos com uma amiga para conversar ...
um livro interessante ... ver o mar ...
passear ao entardecer na praia . deixar as minhas pegadas para o mar levar com ele numa onda mais afoita?

apetece-me ...
olhar pelas janelas da alma e ver o que há para ver ...
os dragões de vez em quando aparecem-me e quando aparecem trazem noticias estranhas e perturbantes !

apetece-me ser gaivota . um passaro de fogo voar com as asas ao vento
borboleta mariposa
apetece-me um poema e ser .
estar em todo o lado e em lado nenhum  !!

bosque arvore e estender as minhas raizes por toda a floresta e crescer crescer e ser ...

e ... ver a luz que rompe as nuvens negras como uma nesga de sol  a brilhar

estrela cosmo universo . marte terra sol lua astro ...
apetece-me ...

uma boa xicara chávena de chá !!

a luz que acesa brilha no quadrado da janela no escuro . abraços .
silêncio ... o silêncio que escuto e que me permite visitar outros silêncios mais tranquilos
o silêncio que preciso e me assusta de tão profundo que soa . ecoa e na noite escura vibra .

a essencia . o aroma a penumbra de lugares remotos .
será que na caverna mais sombria estarão as minhas raizes ???
será que preciso necessito de aprofundar ?
onde estou eu nesta escada ? entre portais ?
outra viagem dar-me-á resposta ou já tenho o que neste momento tenho !?

apetece-me expandir a minha luz a minha energia o meu ser .
o deserto ainda me chama e a miragem de um oasis diante do meu olhar
não mais acabará a agua que da fonte jorra ..

instantes ...

A luz e a sombra .
a escuridão as trevas
a chuva o sol o vento
as folhas as flores e as arvores
as montanhas as pedras as rochas
o mar

o bem o mal, o mal e o bem
a vida .

as janelas da alma, o tempo
acreditar ilusão imaginária

domingo, 10 de julho de 2011

gotas ...

gotas de agua e magia .
gotas de chuva ...
caindo caindo suaves e
grossas gordas e que os meus pensamentos acompanham
o leito do rio da rua que em borbotões de gotas unidas em fios de agua escorre corre em direcção ao mar
as nuvens negras arrastam a chuva para que lugares enchendo profusamente as limpando o ar
o tempo que passa passa com a minha alma lavada
as janelas que o tempo transporta do templo que vi onde me senti em ligação vibrando as energias do lugar e meu coração bateu e no meio de um pensamento me desdobrei e fui em busca do lugar
as trevas e por fim a luz breve que segui

as gotas de chuva bateram na vidraça me chamando ...

sábado, 9 de julho de 2011

dias ... 5)

hoje e sabado . mas hoje nao me parece sabado parece-me domingo, nao sei dizer porque e a sensaçao
ah e um sabado parecido com domingo !
esta assim entre o enevoado e acinzentado . o sol quer romper as nuvens cinzentas e mostrar a sua luz e calor mas apenas por breves instantes .

as minhas plantas parecem gostar deste tipo de tempo . tenho uma que esta bastante fragil . mudei-a para um vaso mais pequeno outra terra . e tem estado assim para o esmorecido ... precisa de cuidados coitada ..
algumas so precisam de agua e sol e crescem crescem . outras ficam tristes e deixam-se morrer .
no ar soa um enorme silencio apenas quebrado com o som da televisao que esta acesa e quebra o silencio assim dessa forma como se fosse um hiato no tempo como o sol abre apesar das nuvens cinzentas e do espaço . hoje os passaritos nao andam na brincadeira por aqui a esvoaçar . nem insectos nada . apenas esse silencio quebrado .. talvez por isso me pareça domingo . e que e um domingo a nao ser aqueles dias tranquilos . antigamente era dia de banho e de ir a missa . dia de fato especial e de passear .
dia de baile . de estar com . tranquilamente . de nada fazer . os domingos sao especiais . tem uma luz especial . como hoje .

estava a pensar nos teares ... sao dificeis de encontrar . talvez a forma de ter um e fazer um começar com um simples .. por exemplo 4 tabuas estreitas pregos pregados a mesma distancia . no entanto parece simples falado assim sera que na pratica sera o mesmo ??

sexta-feira, 8 de julho de 2011

tecidos ... 1)

tenho andado a pensar em mantas bom não me parecem ser bem mantas talvez algo entre tapeçaria quadros e mantas  ... tecidos linhas agulhas e paciência .. desenhos e coragem .. livros e leituras ...
meditação e canções ...
fantasias e dragões que são animais maravilhosos e que me aparecem muitas vezes por aqui ... e não tendo uma cor ainda definida será apenas isso um animal gracioso .. assim como eu . graciosa ... (bom não sou graciosa mas faço intenção de o ser . sou mulher e isso é natural nasce connosco temos é que reaprender a viver com isso aceitar a nossa natureza fragil e forte . tal e qual uma princesa . a caminho de ser uma rainha mas isto de ser rainha tem o que se diga porque quando penso em rainhas penso em rainhas mães . e existem as feiticeiras ou bruxas . e é essa a natureza da mulher ... que vamos aprendendo a ser
e quando estamos quase a meio do caminho aprendemos que o que aprendemos até certa altura já não está de acordo com o que pensamos .. e podemos notar talvez que desde quando mudámos terá sido a idade terá sido a importância das coisas ?
os tecidos linhas e agulhas bordados e a criatividade é importante e pode dar em qualquer coisa embora ainda não tenha nada definido . de vez em quando pensamos em algo que pode estar certo ou não .. ainda não estou pronta para começar o que quer que seja com esses tecidos ... mas temos devemos começar ... o quê não sei bem .. algum tempo atrás pensei em usar um tear . mas primeiro há que encontrá-lo !!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Varais 1)

Ha qualquer coisa de encantador e cheio de encanto (aqui estou eu a dizer a mesma coisa) mistico ou absolutamente vulgar . sei la entre o vulgar e o extraordinario mas no feminino claro ...

pois que cresci em casa (com o telhado ao pe da mao por assim dizer, um cao que perdemos quando fomos viver para a selva de predios . ele perdeu-se ou nao quis voltar porque a existencia de um cao num apartamento deve ser insuportavel e ele foi-se embora e nunca mais voltou .. um cao e muitos gatos que passavam como queriam la em casa .
os varais da roupa roupa branca e lavada primeiro a mao e so muito depois a maquina mas tinham o mesmo destino o varal ... e existem muitos tipos .. organizados e por organizar aqui em casa nao temos varanda ai as cordas da roupa tambem nao sao muitas mas da uma especie de vida aos quintais aos predios ...
alguns ate sao organizados por cores .. gosto de olhar la para fora e para as traseiras da casa e que para a frente so alguns predios altos e ao longe o rio Tejo e a ponte ...
O varal la de casa era quase ate ao chao a minha mae esticava as varias cordas com uns paus e era tao lindo de se ver .. pois eramos muitos la em casa ..

mas e tao curiosa a forma como as molas prendem a roupa sem deixa-la cair .. e as molas existem de todos os feitios e cores e materiais ..

e a vida fica tao mais bela quando podemos observar estas pequeninas coisas ...

pensares (3)

ainda quis apanhar uma estrela ...
quase quase a agarrei e tombei num cometa
aí nas suas asas voei voei

e de repente saltei ...
para me encontrar quase quase juntinho ao sOl
e na via láctea subitamente me encontrei

quase quase estou lá ... juntinho ao céu
quase quase ...

nunca atingi o que queria porque o meu sonho
aí não me conduzia ...

o sonho levou-me nas suas asas até ao limite onde deveria
onde o luar se esconde no mar e o horizonte ..

quimeras por inventar
estrelas por acender acesas iluminadas e luminosas
riscam o céu . o universo que mora habita em nós
o mar junto ao céu as vagas vagueiam por toda a costa e as rochas

minha alma é ... eu sou e estou aqui luz efemera qual uma estrela poeira
minha alma vagueia no mar onda maré alta maré baixa lua
melodia .

e sou mulher . vivo respiro . sangro . luto e me debato
sou uma flor na madrugada uma canção na alvorada
aurora boreal .

terra . gaia

sexta-feira, 1 de julho de 2011

lua nova 1)

Lua Nova ...
(das minhas janelas não se mostra faz tempo)

hoje trovejou ... fez calor fez chuva e ...

para a celebrar a lua nova há encontros circulos rituais
eu ... (não podendo fazer qualquer das coisas)

 estou aqui em ligação directa solamente eu e ela !!!

quando ...

quando a tua ausência se insinua ...
quando a tua permanência se distingue
quando se faz notar ...
quando grita ...

a ausência se manifesta
quando a liberdade se torna uma constante
a repressão traduz as emoções e a vida acontece
apesar de tudo ...

quando a sombra da tua ausência se perde nas trevas da saudade
a lembrança torna tudo mais aceitável ...
mas ...

quarta-feira, 29 de junho de 2011

verão .. 1)

enquanto o calor aperta lá fora . espaço aberto .
a noite a temperatura desce e durante a noite enregela-se ...
acordo com frio em pleno verão ...

e o vento que passa faz voar as cortinas e o ar treme e logo se aquietam

segunda-feira, 27 de junho de 2011

grata 2 ...

grata pelas manhãs ...
pelos companheiros . companheiras de caminho ...
pelo sol que me ilumina pela lua  pela vida
pela amizade . amigos amigas que tenho e que não tenho
pela energia que vibra e as dimensões onde vivemos
pelo calor e pelo frio 
por quem está comigo e por esses caminhos que se encontram
pelos caminhos paralelos que caminhamos
pela luz e pela sombra
pelas tardes e noites
pelos sonhos 
por isso .

sábado, 25 de junho de 2011

um caminho ...

o caminho ...
caminhante caminhando
caminhando o caminho
e enquanto caminha o caminho
vai se sentindo
vai se amando
vai se descobrindo que o caminho
e a propria vida
e a beira do caminho vai se colhendo flores ou pedras
ou olhando o horizonte o sol ardente a calma a tranquilidade
a importancia de se fazer o caminho caminhando
sendo o caminhante
meditando vibrando cantando
a alegria a tristeza a dor e o descaminho
o desamor a loucura o desespero
a amizade ou o amor amando amante
sonhando atingindo o interior
a confiança
a cançao cantada de seu coraçao
luz sombra escuridao trevas
ou apenas sendo si mesma
o universo estrelas a lua o sol
a agua a correr um rio
uma arvore uma floresta
o fogo o vento a tempestade a bonança
a melodia de uma seara amarela
o oceano que vibra em nos

caminhando ...

participei uma semana atrás . de um workshop sobre a mulher lunar ...
e com uma introdução à kundalini yoga ... alguns exercicios que a mulher deve fazer sempre ou todos os dias
fiquei tentada em inscrever-me nestas aulas e tenho pesquisado sobre o assunto ... 
hoje surgiu-me o pensamento . para quê? será que o que tenho não é suficiente ? buscar fora o que tenho cá dentro e não são uns exercicios que me farão encontrar o caminho dentro de mim ou relaxar ou meditar ...
e para quê forçar o corpo a fazer exercicios ??

o desenho ... mês passado fui a uma conferência . a parte em que não estive a fungar e a assoar-me foi boa .

mas ou ... espero muito mais do que aquilo que têm para me dar e essa parte não resulta ou têm pouco para oferecer ... sei lá pode ser de mim ... a qualidade ou ... 

parece-me que isto de workshops ou aulas seja do que quer que seja devem ter boa qualidade pois investimos o nosso dinheiro e saimos daí com muito pouco ... tudo filtrado é pouco sumo ... e ...
apesar de tomar notas e assim  .. sempre poderíamos ter textos .. informação sobre o assunto .. bibliografia que pudessemos consultar . algo mais para que a sensação de estarmos com areia nos olhos fosse mais aceitável ... enfim ...
mas quem sabe quem desenvolve estes workshops ou aulas ou conferências pense . esteja a dar o que tem ? pois os outros participantes ficaram satisfeitos ... quem sabe sou eu ...

quarta-feira, 22 de junho de 2011

lugares estranhos ..

O lugar mais inóspito e  tridimensional será exactamente onde, a imaginar um lugar e encontrando o exacto momento onde se faz a junção entre o aqui e lá ou cá e o ali, o lugar será inóspito e deserto dunas e mais dunas, um portal ou junto ás montanhas, rochas ou um lago de águas calmas e cor de prata onde a lua o sol se reflectem .

a acreditar haverá um lugar assim que nos ligue a outras dimensões onde o ser e o estar se liguem e onde nos sintamos nós mesmos.

a acreditar é possível a teia que tem o fio do tempo ou como o fio da vida de cada ser

existe um lugar por detrás do espelho ? uma nova dimensão onde somos ou estamos acompanhados ou sós
existe uma outra dimensão ? e o que acontece aqui acontece lá ou será que não . e porque haverá essa dimensão e nós a sombra ou aqui é que é a outra dimensão
quantas coisas estranhas passam por nós e quantas ficam . mitos ? lendas ?
e o que nos leva a crer nisso ?

a nova dimensão do meu eu entra em contacto com o tempo real imaginário para além da imaginação serei eu real ou a minha realidade é imaginária .
entre o ponto que toca a minha presença aqui e num instante deixo a vida . irei entrar numa dimensão mais real ? e o sonho ... será que todas as manhãs cansada estive nesta dimensão em que eu sou eu e outra ?

quem pode afirmar que estou irreal agora e real entre os seres que povoam o caminho que me traz aqui !!

ah ah a alegria nas palavras que ironicamente me trazem para onde não estou e se estou aqui porque não posso estar onde deveria estar e onde será este lugar vagamente familiar que me chama e onde sou sábia ?!

será que posso achar descobrir esse caminho ? ou as escadas que me levam às estrelas levam me ao lugar onde o universo pulsa e o meu lugar nesta dimensão define a minha realidade ...

supostamente ... que sei eu deste ser maravilhoso que habita para lá deste planeta ... onde aterrei à milhares de anos ...galáxias por inventar ou o vento me leva para lá de mim !!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

... portas abertas ...

existe uma porta sempre aberta para a escadaria que leva ao nosso interior
será uma escadaria em espiral que desce até ao mais profundo de nós mesmos mesmas
por vezes um degrau range ...

uma escadaria que sobe até á mais elevada torre que nos permite ver para além da nossa existência

uma porta fechada ...
que tem uma chave com dificil acesso e que apenas descodificando o enigma nos permite chegar
um portal com entrada ou saida para uma nova dimensão ...
chegar ou não aí é apenas nossa opção !!

o conhecimento ou desconhecimento dela será um novo despertar ... um caminho ...

um novo olhar . um sorriso breve .

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Café ...

café ... gosto de café ...
de saborear o seu gosto forte intenso .. café expresso em tamanho pequeno sem açucar f!!

de fazer café em cafeteira ...
ferver água ...
pó de café (colheres sopa bem cheias a gosto 4/5) mexe-se e pronto !!!!!!!
deixa-se descansar um pouco .

fica um cheirinho pela casa ...

eu faço uma cafeteira de 2 litros dia sim dia não ...
marido gosta de café eu gosto de café ..

a minha avó fazia uma cafeteira pequena e ... era misturado .. cevada se bem me lembro , ela falava que gostava de café puro mas este era de vez em quando pois não podia ser sempre . e que ia comprar em cartuchinhos na mercearia da vila onde vivia ...

grata ...

pelas manhãs ... pelas tardes e pelas noites ... que passam que iniciam que acabam
pelo sono que me liberta e pelo despertar que me faz consciente
consciente que existo que vivo e que vibro
pela energia que crio e pela que liberto

pelo olhar e pela inquietude . pela indecisão
pela maternidade ... por ser quem sou
por ser mulher

pelo universo que faço parte ...
pela deusa natureza que me criou

quinta-feira, 16 de junho de 2011

quarta-feira, 15 de junho de 2011

estatistica

odeio , mas odeio mesmo estatistica ...
mapas a contar gentes e dinheiros profissoes quantos são dum genero e do outro
quem é qualificado quem não é ....

para quê estes promenores . pormenores pormaiores 

grrrr
arghhhhhhhhhh


enfim, não nasci para este trabalho !!!

terça-feira, 14 de junho de 2011

perfume ...

aromas cheiros andam no ar e só se consegue sentir uma parte porque penso que são mais subtis . 
o perfume em frascos são cheiros trabalhados . materias transformadas e depois os produtores dos ditos encontram frascos garrafinhas para os colocar lá dentro para ir para vender ..

ora aqui eu adoro os perfumes dentro destes frasquinhos e é quase uma mania que mantenho actual apesar de não usar perfumes adoro os frascos adoro e pronto ... (as amostras também valem neste caso)
de vez em quando compro um para me oferecer !!!

(apesar de que mal se chegue a eles que custam quase uma fortuna cada um deles) !! 
enfim ...

sábado, 11 de junho de 2011

sinos de vento

assim que vi os sinos num blogue que visitei quizios e tentei tentei coloca-los e não consegui ...
e bem que tentei, tentei traduzir mas o japones ganhou e eu não consegui (já estava nisto há uns bons meses)
até que pesquisei os sinos no google e encontro a explicação e pronto ..

tenho os sinos mas estão de uma maneira que eu não pensei totalmente diferentes de como eu vi no blogue ...
e no site japonês mas gosto deles ...

enfim os sinos tocam ...

tenho vários em casa mas nunca pensei em tê-los num blogue e parece fantastico o que se pode colocar num blogue e existem milhões milhares centenas de coisas para colocar aqui nos blogues ...

sexta-feira, 10 de junho de 2011

1a precura ...

o que fazer quando o coração está fora da jogada !!?

quarta-feira, 8 de junho de 2011

mensagens ... 3?

existem mensagens para abrir fechar apagar guardar e mandar enviar remeter
para chatear ... e tambem para receber ... recebidas spam lixo electronico e outras
boas e mas e sem nada ...

mensagens em garrafas ... naufragadas e ... esquecidas pelos mares oceanos rios e margens

pelos lugares escondidos para onde vao as mensagens perdidas e sem rumo rota e leme de um capitao comandante ou marujo ou pirata ..

eu gosto de mensagens ... gosto de receber cartas so pelo prazer unico de abrir o envelope e retirar de la a folha e que me pode dar alegria . tambem contas e palavras sem qualquer significado ...

gosto de ler mensagens . de sorrir e ficar a pensar na maravilhosa conjugaçao de letras e palavras que fazem todo o sentido enchem o coraçao daquela alegria melancolica das palavras escritas de outros lugares e que sao so para mim naquele instante magico ...

ou ... em outra altura ou comprimento longitude altitude ou latitude
e mais nao digo ... talvez na proxima ..

voos ...

voar . um desejo . neste momento apesar das minhas asas estarem presas .
apetece-me voar daqui para fora .. mais o pensamento . mais a vontade e o querer
asas e voar para além do mar azul . gaivota .
para além do horizonte e a montanha mais a sul
um rochedo . quebra a monotonia de azul entre o mar e o céu
sem estrelas . o sol ardente e a calma calada do amanhecer entardecer
poesia de alguém .
posso ser eu um poema melancólico alegre ou
quero voar quero abrir as minhas asas planar
fenix . falcão . ou outro pássaro qualquer
voar e voar
é o que eu queria . quero . preciso .
imagens de voos vêm-me à memória
e o meu voar e as minhas asas vão para além do mar
da terra e dessa viagem que não viajo e enfim
voar não tem limites ...
... voo

terça-feira, 7 de junho de 2011

como folha ao vento 1)

no ar anda tons de cinzento . entre o escuro e o claro tonalidades de azul e de amarelo .
cheiro de chuva e terra molhada . ventos ventanias e friagens ...
casacos chapéus de chuva sombrinhas e braços aos léus,
como quem diz sol e calor praias e mar ...
saudades de ver o mar . embora o veja da minha janela é demasiado longe ouvir a sua fragancia o seu marulhar escutar os pássaros esses voam chilreando nos quintais e árvores da rua . e as gaivotas a planar

da minha janela quase que toco o céu mas ele não se deixa tocar e a lua parece-me estar escondidinha por detrás do cinzento do entardecer dos muitos anoiteceres .. e a chuva chove ...
agora as bandeiras esvoaçam, as ruas enchem-se de santos populares e marchas ...

pensamentos passam voando e alguns deixam-se apanhar talvez uns com algo a dizer ...
pensamentos ... pensantes . pensando . deixando rastos vestigios de qualquer de nada de alguma coisa
alguém que no entanto se perdeu se encontrou se deixou arrastar parou
uma torrente de pensamentos vãos e vazios ocos tiveram eco e ressoam e olhando o espelho da alma existe muitas emoções sentimentos para retratar . desejos para concretizar ou apenas não sabe que existem não têm corpo são volateis transparentes viajam no limbo da descrença ..
nos umbrais do esquecimento ficam para lá esquecidos
... como folhas ao vento
ou uma luzinha que brilha preciso de dar conta que não me esqueço de mim ao enfrentar a vida !!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

leituras 2)

Faz tempo que as leituras (livros) não tem sido satisfatórias embora de vez em quando aconteçam
nestes dias decidi ler e estou a ler ..

da Jean Auel  (seguimento de uma saga que eu nem fazia ideia que tinha sido editado só pensava que a autora o devia fazer e afina havia mas em Portugal teve uma edição que é brasileira e que está esgotada!?) o Abrigo de Pedra e estou a ler em ebook que não tem a qualidade de um livro papel que tem uma mistica enfim, embora ainda tente encontrar este livro em papel  o que pode não ser fácil !! 

estou a ler o nome do vento  

e ainda estou a ler que comecei ontem o livro mágico 

o que tem interesse é que o tema é quase o mesmo. e que são devorados de uma assentada e depois relidos quantas vezes assim o deseje . a maioria dos meus livros é assim . apesar de uns são custosos de ler e deixados de parte e nunca mais são tocados a não ser para limpar .
outros merecem ser lidos muitas vezes !!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

ser criança ...

criança . brincar . aprender .
correr jogar
sorrisos . risos e gargalhadas
doi doi e lágrimas
abraços . carinhos .
 . primaveras . porquês .

 . viver sem limites .

onde ir ??

sugiro um pouco mais adiante e para além disso estar aqui é um bom lugar seja o aqui onde fôr
onde ir quando nao temos qualquer lugar para onde ir e nao queremos ir mas ficar
ih ficar aqui quando o que queremos e ir para onde o vento nos levar
ou ir onde o coraçao se sinta que e o seu lugar
ou ficar aqui que e onde estamos
ou ir
ou ficar
o melhor lugar sera aqui !! mas se minha alma voar e voar para alem do que esta e sera

o horizonte onde o sol vai descansar
e o ocaso
...

existe uma frase assim " não sei se vá se fique
                                     se fique se vá
                                     se vou lá não fico aqui
                                     se fico aqui não vou lá ...

a indecisão pode ser uma falha pode ser o nosso coração a dizer que não vale a pena ir por e para ali
pode ser benéfica a indecisão ...

onde ir ? será que o nosso coração deseja ir ? esperar enquanto decidimos parece a melhor opção e talvez o momento de ir apareça sem que notemos e então vamos sem ser preciso decidir

mas onde ir ? onde o nosso coração nos levar !!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

pedaços ou pedacinhos ... quadrados

no inicio era dificil escrever mas com o tempo o lapis ou a caneta (tanto faz) podem ou nao escorrer a tinta ou o grafite mas correr so as pernas (estou num pc que nao gosta dos acentos nos lugares e coloca-os todos seguidos consoantes vogais acentos) que sao diferentes dos assentos que se usam quando estamos cansados talvez de correr com o lapis e a caneta e os dedos nao fazem juz as ideias que pipocam na mente no pensamento na cabeça .
no inicio era complicado pois fazia muito tempo que as ideias nao se mexiam nem exercitavam e as palavras eram como pedras rochas montanhas de tao pesadas ...
agora as palavras saltam e correm pulam os temas e os titulos sao os dificeis ou fazem-se disso mas nao importantes talvez o que escrevo nao seja importante mas que importa isso se escrevo e as folhas ficam cheias de nao presta . presta enquanto escrevo e vem me a mente ou ao pensamento que ja escrevi sobre isto .
hoje estava a minha janela do alto do meu apartamento casa predio casa e vejo as copas das arvores ao vento (pois chegou de novo o novembro como disseram na radio de manha ) e esta vento de manha a chuva caiu forte . mas estava eu a dizer que vejo as copas das arvores e o vento a passar pelos seus ramos embora nao veja o vento os ramos dançam e os passarinhos esvoaçam em chilreados e o entardecer fica tao mais bonito e alegre o dia assim cheio de saudade sabe-se la do que mas a sensaçao de paz e tao perfeita que qualquer magoa ou angustia pode ficar um pouquinho para tras .
nem a suave melancolia de nao haver uma melhor amiga ... sempre se pode falar com a mae ou escrever uma torrente de palavras por vezes com nexo outras sem qualquer sentido a nao ser aquele que e colocar as letras umas seguidinhas as outras formando palavras e frases acrescentadas .
passou-me pelo pensamento o meu tempo de lua . fazer absorventes de pano . mas creio que se tem que ir comprar o pano .. e essas coisas . talvez a costura sem ser a maquina resulte tao bem como aquela que e feita com a maquina visto eu nao ter maquina de costurar nem intençoes de a comprar e eu gosto de costurar a mao ... as intençoes sao boas mas por-me ao caminho e que e mais dificil . pode ser assim como o desenho ... intençoes dizem que esta o inferno cheio . enfim ... se ficar so com as intençoes entro na menopausa e nao uso os absorventes e tenho intençao de o fazer a nao ser que compre feitos mas para isso tenho que me deslocar a loja que os vende pois claro esta tenho que sentir a coisa . mas segundo creio e tenho ja visto na internet vendem e e so la ir cuscar e, escolher ...

uma das minhas tarefas la no serviço sao as estatisticas, e odeio mesmo as estatisticas porque quererao saber estas coisas que sao para la de chatas e agora esta tudo num modelo . que e o relatorio unico !!

gosto de chocolate !! gosto muito de chocolate . chocolate amargo .. muito bom e de cafe !!

mulheres ..

mulheres ... as mulheres ... ser mulher ...
é um género num ser ou um ser num género ...
nascer crescer ... amar viver
relações ... relacionamentos dificeis, nada simples complicados ou ausentes
flores escassas nos caminhos da vida
terrenos áridos ... inférteis
areias movediças

questão de pele . empatia . simpatia . o olhar . a sensibilidade
mulheres . outros seres . outras latitudes . atitudes .

não creio que mude . apenas vai se transformando
as conversas os lugares as vibrações as energias

apenas algumas vão estando comigo de passagem mas pode ser a minha atitude
.. quem sabe a minha solicitude . ausência . presença . desatenção

a invisibilidade funciona ainda como uma tocha na escuridão ...

ser mulher um estado da alma ... um espirito dentro de um ser
um ser dentro de um corpo um corpo de mulher presente mas um espirito

mulheres ... ou flores
companheiras . lares . vidas . trabalhos . filhos . ideiais .
amores desamores e outras tarefas ...
conversas ... sonhos ... cansaço
luz . vida

domingo, 29 de maio de 2011

um lugar secreto 2)

encontrei o lugar perfeito, no meu caminho irregular
de irrequietas e intranquilas águas o lago é um espelho que reflete 
a luz da lua e olhando para dentro delas secretamente vem ao pensamento momentos
momentos em que a luz se desloca e focando a atenção meu espirito aquieta-se e ...
sentindo-me confiante vou em frente e sei que sou capaz de encontrar o lugar certo. e onde me debruço 
e encontro respostas a perguntas que não tenho . talvez as respostas tenham um significado se procurar as perguntas dentro de mim ...
um lugar secreto a encontrar e a ver só eu posso encontrá-lo vê-lo senti-lo ou desfrutá-lo.

creio que estar ou entrar em contacto com o espirito e embora não me sinta à vontade neste campo talvez a forma de facilitar esta minha relação com o inexplicável

a verdade é que tenho medo arrepia-me e pode ter a ver com a recusa de olhar através desses olhos
a verdade até onde posso caminhar sozinha até onde posso ir sem saber o que encontrar até onde ir !?

esse lugar secreto onde o vento sopra e a ventania gelada parece que petrifica ...
a coragem para continuar a caminhada

olhar para esse lugar secreto que existe dentro de nós e permitir que o que existe lá possa olhar olhos nos olhos com a realidade e o intimo 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

... um lugar secreto ...

o céu está nublado e uma restea de sol entra pela janela ..
uma suave brisa refrescante entra pela janela aberta ...



terça-feira, 24 de maio de 2011

a alma 4)

o caminho percorrido, as sombras que se enfrentam a escuridão
os tempos dificeis os problemas as resoluções e sobretudo a luz que ofusca
as decisões que se têm que tomar ...

o tempo que voa
o tempo que escasseia
o veneno que se tem que tragar
as feras que têm que se enfrentar
o medo que paralisa

os ventos que trazem a mudança
o mal que espreita
o bem que se esconde
o sol que arde a lua que brilha
o mar que se espraia no horizonte que é uma quimera

o vento que passa o vento que sopra o vento
o vento que canta a chuva que cai

e eu aqui á espera ...
minha alma escuta o vento
a pele que se arrepia o frio que assola
o inverno que resiste a primavera que passou
o outono que vem longe e o verão é agora

o cansaço a fadiga a exaustão .
a alegria que ri e chora a felicidade que soa
que solta a voz ...

e eu aqui no meio do nada . a solidão . a tristeza que magoa
a melancolia a apatia o brilho opaco emite um raio de esperança

energia relampagos chuva e o vento que sopra
e um abismo que se abre ...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

tarde de verão

os dias aqueceram . aqueceram muito
o sOl é uma bola incandescente ... é fogo a arder !
agora procura-se o fresco de uma sombra ..

... se faz sol é porque faz se não faz é porque não faz ...
estamos sempre a querer o que não temos !!

o mundo

Ontem a minha filha pergunta-me: que dia é hoje ?
ao qual respondo: é domingo 22 de Maio !
diz-me ela sabes que ontem acabava o mundo ?
ai sim ? digo eu .
se procurares na net  no dia 21 de Maio acabava o mundo.

então, para as pessoas mais desatentas a estas noticias, na radio hoje confirma o que a filha disse.
Então acaba o mundo e não informam ninguém !? é que se acaba temos que nos preparar ou não !?
ou informam e não ouvi nem li nada sobre o assunto .

agora que falo neste assunto (aliás ando mesmo muito, mas muito distraida) a minha outra filha levantou a questão dizendo-me que o mundo acabava no sábado, mas entrou-me a 100 e saiu a 1000 . até disse que o mundo acaba todos os dias para alguém ou alguém acaba para o mundo.

e ainda bem que o mundo não acabou  ainda há tanta coisa para fazer ...
mas se acabasse acabava e pronto!


afinal estive dando uma olhada nas noticias e afinal havia noticias e alguém que já esqueci o nome gastou uma fortuna para o anunciar ... e profecias à parte . ..

ando mesmo muito distraida destes problemas existenciais e estou-me sentindo muito egoista !!
parece que estou só olhando o mundo que gira em meu redor e não estou vendo mais nada .