quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

cheguei a um lugar tranquilo em que as águas estão paradas .
a superficie lisa do lago alberga alguma actividade ?
este lugar calmo e tranquilo desembocará num vale encantado cheio de flores e actividade das borboletas e insectos que besouram o espaço ?!

o que será que esta falta de acção quererá transmitir .
as amizades . o conhecimento tudo se aquietou . como que estagnado o lago ficou

creio que
a vontade é uma coisa terrível ... e, quando não há cria um imenso obstáculo ...

quando dizemos adeus a alguém e, mesmo que queiramos voltar a atrás já não há como!!
é como estivesse implicito ..

creio que

estou encalhada por assim dizer...
os ventos sopram ... a chuva e o frio acompanham

nada ficou ou existiu o agora é assim o futuro será o que fôr
o passado ficou lá atrás diferente mas igual . sempre . pode ser diferente mas a qualidade será a mesma

a vida dá-nos sempre respostas, lições, ensinamentos que não estamos á espera que aconteçam ..
os fios da teia são tecidos com várias nuances e texturas . o tecido pode nalguns sitios ficar mais forte noutros  mais fraco mas fazem sempre parte de nós frágeis criaturas . a leitura nunca é aquilo que se vai escrevendo.

sentindo o volume, o ritmo do batimento . carências , abundâncias . solicitações e respostas , quando estaremos disponiveis apenas para nós mesmas . ou. a sensação volumosa é apenas isso. ?

2 comentários:

  1. a superfície lisa do lago pode parecer calma... mas os peixes e a vegetação crescem por dentro, por baixo... por baixo da calmaria de um lago, há uma grande vida em ebulição... ou não será não?
    (arkana... tou com dificuldades com o blogger)

    ResponderEliminar
  2. FELIZ NATAL
    FELIZ NASCIMENTO,
    FELIZ CAMINHO,
    LACHO DROM,
    LACHO KRECHUNO .

    Cozinha dos Vurdóns

    ResponderEliminar