segunda-feira, 22 de outubro de 2018

# pensares

depois de vários meses de uma desesperada procura da verdade daquilo que é possivel encontrar no caminho. nem um oasis de calmaria, apenas um deserto cada vez mais vasto
a minha vida não se alterou, nenhuma transformação, nem o universo mandou nada de bom, nem a gratidão por mais um dia nem das pequenas coisas que se atravessam no meu viver.

a derradeira agonia do pântano do desespero que vive em meu coração.
até que ponto a ausência e a revolta transformam o que sinto em raiva
a intuição e o que o meu coração dita não é mais do que um passo para o abismo.
o amor a amizade não é mais do que um plano no horizonte
é apenas uma miragem
acreditar no que de bom poderia chegar
é a ausência, é a solidão, o vazio do abismo

os sonhos de felicidade esses jazem em mil pedaços
e a alma já não vagueia à sua procura,
jaz quebrada como se nunca fosse possivel consertar
ou a espera que a coragem e a força
a unam para prosseguir

até quando? a atroz realidade que é a vida derrama a mais negra adversidade,
as trevas continuam nesta solitária vivencia dos dias até que morte chegue,
com seu manto ...
sentir que estou morta e que nada há mais para viver a não ser esses dias de inverno mais gelados e sobreviver...
do negrume das trevas não chega qualquer esperança de luz
quem sabe o tempo possa aclarar e a bruma da desesperança desapareça ...


pode o tempo curar as feridas, pode a vida alterar as suas formas,
pode o olhar ver que o horizonte pode trazer algo de novo à vida ...

que negrume nestes pensamentos que o destino nos traz às memórias.
da solitária solidão dos dias que correm...
poderá a luz advir a esta escura escuridão ...


quinta-feira, 27 de setembro de 2018

#poema

queria fazer um poema,
mas parece que a poesia não está a querer sair das brumas
será do quente do verão, o calor e a poesia não se dão ?

os poemas carecem de estímulos de desespero e angustias
carências . de desamor, e de desesperanças
de ausências e de solidão

mas, a solidão desapareceu quando tu
na minha solidão apareceste e eu desapareci
e, estar em teus braços é tudo o que existe
estar contigo é uma viagem estonteante de paixão
coração ardente, vulcão em erupção

será que faz sentido um poema?
estar contigo será mais do que isso
a esperança derrama-se em borbotões.
de caricias, afagos e de abraços e dos teus beijos
o teu carinho, enche a minha vida de luz e sorrisos
silêncios e suspiros

quando estás em mim e eu em ti
nada mais existe e quero-te meu
e eu tua...

quinta-feira, 26 de abril de 2018

# dia 26

bom dia!

o universo manda mensagens ...
saber lê-las e descodificá-las é preciso ter os códigos!

e para saber que há mensagens para ler e descodificar é preciso alguma sintonia?


Que seja um bom dia !!
Gratidão !?
simbologias ...
tudo o que existe .
um dia para viver .
hoje a solidão
hoje o sol a brilhar
hoje quinta feira
recomeços ...
planos ?
que planificação ?

meras quimeras e devaneios
a lua no céu.
o que foi já não é .
o que é agora nem sei se existe no passo seguinte.
mas saber quem sou quem fui e serei

e a impermanência !

domingo, 28 de janeiro de 2018

momentos ...

a descida aos infernos ...
quanto a subida aos céus

são manifestamente construção da nossa mente.

a felicidade e a tristeza ambas companheiras
do nosso estado de alma.

o que muda ? o momento

e a impermanência

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

22012018

hoje inicia-se um tempo como nunca houvera estado
um estado sem sol e céu enevoado ...
Invernia da vida.
que o outono já passou e a primavera há muitas luas que passou e é só memoria
quisera eu modificar a forma de estar mas
as emoções estão cheias de lágrimas

a brisa já não é brisa antes fosse mas, na tempestade os ventos enrolaram-me
a vida.

que a bonança chegue são anseios
esta luta em mim dar-me-á coragem?
assim o espero, que a esperança é a ultima a partir

Portanto, munida de esperança, desespero.

Que a minha alma se reconstrua passo a passo?!!

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

# outros pensares ...

abismar ...

saltar tomar folego saltar
esse abismo que os passos sentem sempre que nos falta o chão
sempre que a vida nos faz tropeçar
são sempre estes abismos que se colocam no caminho que nos fazem refletir
enveredar por outros que tornam a visão mais clara do que sentimos
não há resoluções de fim nem de ano novo
não há objectivos nem metas a não ser se acordar viva enfrentar o momento disfrutar
sofrer chorar amar

saltar ou enfrentar o abismo é necessário coragem e nem sempre há ou existem condições e energias
a adversidade ou ...

embora estes tons cinzentos se tornem verdadeiras tempestades que tudo transformam este cinzento quase negro se torne quase esbranquiçado noutros momentos a vida é assim mesmo
benéfica, maléfica e é preciso saber gerir as emoções os sentimentos as lutas e as vitórias que se vão conquistando todos os dias todos os momentos

... que exista um abismo ou o céu que possa usar as minhas asas de acordo com o tom adequado !!

será assim ou de outra forma qualquer a vida viver-se-á .

domingo, 31 de dezembro de 2017

# pensares ...

e .. um passo e a vida não será mais a mesma !!
um abismo é um lugar para voar ?

que aprendizagens ainda a vida me levará ? o que a vida me trará hoje e no ano que vem ..

nada de novo nada igual

só a impermanência de ser

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

# respirar fundo

não basta olhar o céu ...
mas olhar para dentro de nós mesmas e
sentir e fazer escolhas, estabelecer prioridades,
combater a desconfiança, com coragem e desafiar a incerteza.

avançar, frágil e humana
ousar crescer

as emoções os sentimentos
conseguir fazer diferente o que parece ser igual
conseguir sair da area de conforto .
sentir o desconforto viver os dias sendo o que se é ...
errar ... e corrigir


por vezes basta ouvir o que o nosso coração no diz ...
ou a intuição ...

ou deixar a vida fluir
como um barco a navegar
folha ao vento ...

inspirar .!!.. expirar !!..